Elas no Centro reúne artistas e pesquisadoras no mês da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha

No dia 25 de Julho celebramos o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e Caribenha, data reconhecida pela Organização das Nações Unidas em 1992, após o primeiro encontro de mulheres em Santo Domingos, na República Dominicana. No Brasil, nesta data também comemoramos o Dia Nacional de Tereza de Benguela, importante líder quilombola.


Para lembrar toda a luta e a importância da participação das mulheres negras na história do Brasil, por meio da política e da arte, recebemos artistas, professoras e pesquisadoras para rodas de conversas sobre o tema no evento Elas no Centro - Mulheres Negras na Luta e na Arte.


Foram 3 dias de evento com rodas de conversas que trouxeram à tona temas importantes, principalmente para os vestibulandos, maioria entre o público participante do evento. Com diversas trajetórias pessoais e profissionais, as convidadas trocaram experiências sobre formação, mercado de trabalho e carreira.


Emanuele Ribeiro, pedagoga na SerCidadão e idealizadora do evento, falou sobre a iniciativa: A proposta do evento foi trazer para um só debate o racismo e o apagamento das mulheres negras na história. No mês da Mulher Negra, Latino Americana e Caribenha, eu quis dar visibilidade ao trabalho de mulheres tão fantásticas que estão entre nós e fazem a diferença".


O evento aconteceu nos dias 12, 13 e 14 de julho com transmissão ao vivo nas redes sociais da SerCidadão. Os vídeos na íntegra estão disponíveis no canal da SerCidadão no youtube.


Assista abaixo trechos do evento:











14 visualizações0 comentário